Entrar

Acesse sua conta

Usuário
Senha *
Me lembre

Ensino Teológico para Atender o Clamor das Nações

O Inferno nunca esteve em festa

  • Posted on:  Segunda, 21 Novembro 2016 00:00
  • Escrito por 
Avalie este item
(1 Voto)

"E, despojando os principados e potestades, os expôs publicamente e deles triunfou em si mesmo" (Cl 2.15)

Já ouvi diversas vezes pessoas falarem que Deus pagou o preço da nossa salvação para Satanás e ainda que, no momento da crucificação, o inferno estava em festa. No entanto, se atentarmos para as Escrituras, veremos que o ato da crucificação não foi motivo de alegria para os demônios, mas a expressão clara da sua derrota.
O apóstolo Paulo declarou que, no Calvário, " ... Deus estava em Cristo reconciliando consigo o mundo, não lhes imputando os seus pecados...". Isso significa que a dívida que tínhamos era com Deus (e não com o diabo); foi contra Deus que pecamos (e não contra o diabo); foi de Deus que nos afastamos (e não do diabo). Portanto, o preço da nossa salvação foi pago a Deus pelo próprio Deus!
Como bem sabemos, nos afastamos do Senhor e, uma vez distantes do Criador, nos tornamos escravos do pecado e presas fáceis do império das trevas. Mas Satanás sabia que esse cenário tenebroso da humanidade não seria definitivo, pois ainda no Edén, o próprio Deus falara acerca do Salvador, o Messias Poderoso de Israel (Gn 3.15). É lindo observarmos que cada detalhe da Antiga Aliança apontava para Cristo: a Lei, o tabernáculo, o templo, o Sumo Sacerdote, os sacrifícios, as profecias... Tudo prenunciava Cristo e a sua Vitória na cruz.
Satanás sabia disso e, por diversas vezes, tentou Jesus tendo como maior objetivo fazê-lo desistir da Cruz... Até mesmo nas últimas horas ali no Gólgota, o tentador propôs a Cristo que Ele descesse da cruz e salvasse a si mesmo. Ah... Mas Jesus foi até o fim, até a última gota de sangue, até a última lágrima, até o último suspiro e finalmente declarou: "ESTÁ CONSUMADO!".
E então? Você acha mesmo que houve festa no inferno? Claro que não! Satanás não tinha nenhum motivo para celebrar, pois o pecado havia sido derrotado na cruz!
É por isso que Paulo declara: "E, despojando os principados e potestades, os expôs publicamente e deles triunfou em si mesmo" (Cl 2.15). Não houve e nunca haverá festa no inferno, porque aqueles que perdem e fracassam não festejam nem se alegram.

 

Autor: Sâmia Lobato

Fonte: http://docoracaodedeus.webnode.com/

Lido 1261 vezes

Últimos Artigos