Entrar

Acesse sua conta

Usuário
Senha *
Me lembre

Ensino Teológico para Atender o Clamor das Nações

A obrigação de descançar

  • Posted on:  Domingo, 10 Setembro 2017 00:48
  • Escrito por 
Avalie este item
(0 votos)

Seis dias trabalharás e farás toda a tua obra. Mas o sétimo dia é o sábado do Senhor, teu Deus; não farás nenhum trabalho, nem tu, nem o teu filho, nem a tua filha, nem o teu servo, nem a tua serva, nem o teu animal, nem o forasteiro das tuas portas para dentro. Êxodo 20:9,10

Existem dois conceitos na passagem que consideraremos hoje. Primeiro: devemos notar que a ordem para descansar é precisamente um mandamento. Isto nos choca porque em nossa cultura, o descanso é algo que desfrutamos somente quando nada mais temos para fazer. Como esse dia nunca chega, raramente descansamos. É por isso que o Senhor não dá ao Seu povo a decisão sobre quando parar. Ele não nos consulta para saber se é isso que desejamos, nem tampouco pergunta se terminamos o nosso trabalho. Ele ordena claramente que descansemos.

Nisto, compreendemos como o nosso Pai celestial percebe a nossa tendência para abusarmos de tudo o que nos concedeu. Com a chegada da eletricidade e a possibilidade de se prolongar o dia indefinidamente, o homem se escraviza cada vez mais com o que faz. Deus, que conhece as nossas limitações, ordena o descanso para o bem da nossa saúde espiritual, emocional, física e mental.

Segundo, precisamos observar que o dia de descanso é “para o Senhor”. Aqui está um conceito que contradiz as nossas pressuposições culturais. Entendemos que o dia de repouso é primordialmente para nós mesmos. O mandamento original tinha, acima de tudo, um sentido espiritual. Era um dia separado para celebrar a bênção de pertencer ao povo de Deus, para agradecer as graças recebidas e para readequar a vida segundo os eternos parâmetros da Palavra.

O líder interessado em ser eficaz no seu ministério precisa incorporar os princípios sobre o descanso em sua vida. Muitos pastores vivem num permanente estado de fadiga, o que reduz sua capacidade de servir e abençoar a vida dos seus liderados. O descanso, que não é a simples ausência de atividades, é um momento vital no ciclo da renovação espiritual do líder, para que seu ministério continue sendo frutífero. Quem procura viver sem esses tempos de renovação acaba prejudicando as pessoas as quais busca servir.

Para pensar:
O Senhor não pergunta se você precisa descansar. Ele ordena, quer você queira quer não. Talvez isso o ajude a compreender que o descanso é uma disciplina espiritual. Você o planeja como qualquer outra atividade em seu ministério e o incorpora no exercício espiritual que realiza diariamente para se manter em forma. Descansar não é perda de tempo. É remir o tempo com sabedoria para que possa ser mais frutífero para o reino.

–Christopher Shaw

Lido 61 vezes

Últimos Artigos